Analytics

Quem sou eu

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Há 2.000 anos - A história de Lívia e Públio Lentulus


Na época de Cristo, viveu na Terra, Públio Lentulus, um senador romano, esposo de Lívia, nobre romana
de extrema beleza, criatura de alma nobre
e espírito iluminado.
Orgulhoso e fiel a sua casta,
de forma alguma admitia o Cristianismo.
Mesmo tendo Jesus salvado sua filha da morte,
ele não se permitia reconhecer que fora através do Mestre, que ela encontrara a cura.
Esse senador, tinha pela esposa imenso amor e escreveu a ela uma poesia -
Alma Gêmea, mas por uma calúnia levantada por Cláudia, a esposa do governador Poncio Pilatos, sobre sua honra,
ele passou a desprezá-la e isso
se prolongou por vinte e cinco anos.
Diante da situação criada, ela cantava, na solidão
do seu quarto, para seu amado esposo, a linda
poesia que ele lhe dedicara, pois sofria demais
pelo descaso com que era tratada, inocente da
infâmia que o afastara dela.
A ela só restou, para amenizar sua dor, se entregar
a fé em Jesus, dando testemunho dessa fé, indo,
com sua escrava de confiança, às reuniões que
promoviam os seguidores do Mestre.
Públio também sofria, embora sabendo, em seu coração, que sua amada era inocente, mas seu orgulho de romano, o impedia de se reconciliar com ela.
Depois de muito sofrer a sua falta, decide voltar atrás... mas, nessa noite, ela é presa por perseguidores de Jesus, ao ser encontrada no meio da multidão que seguia o Salvador e morre vítima dos leões, no dia seguinte, na arena onde os cristãos eram entregues à morte, para júbilo dos romanos.
O senador faz parte dessa infeliz festa, assistindo aos leões estraçalharem suas vítimas, quando vê brilhar, no chão da arena, um camafeu com seu semblante em alto relevo, que ele havia lhe dado no dia de seu casamento com ela, como prova de união eterna.
Desesperado, ele toma da jóia....
Livia não existe mais nessa Terra...
Leia a história completa, no Livro "Há 2.000 anos", psicografado por Francisco Cândido Xavier, ditado pelo espírito de Emmanuel, reencarnação posterior de Publio Lentulus, o senador romano que perdeu a esposa que tanto amou, em nome do orgulho e por não
aceitar Jesus como o Salvador da Humanidade
http://www.gotasdeamoreluz.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário